Vivo um dia de cada vez, como se fosse o último, aproveitando-o ao máximo. Apesar de tudo o que acontece à minha volta, tento seguir em frente e acreditar que melhores dias virão.

sábado, 3 de dezembro de 2011

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Um novo vazio...

Se ainda existia alguma réstia de esperança em mim, ela evaporou-se com as novidades desta semana... Não foi há dois anos, mas foi desta... Não sei se sinta dor, tristeza, se sinta ódio, desprezo... Não tenho um sentimento definido mas tenho um vazio no meu peito... Custa pensar, custa imaginar... Não parece real, parece que é preciso ver para crer, mas tenho medo, muito medo de não conseguir conter-me numa troca de olhares... Passaram anos, anos longos, que não esquecem um passado que continua muito presente, que não deixam a minha vida tomar outro rumo... Foi por mim, foi por ti, foi pelos outros, já nem sei... só sei que acabou, acabou para ti mas não para mim... Tento esquecer, tento não pensar, tento não imaginar, mas não consigo... A ferida continua aberta, o amor parece crescer a cada dia que passa... eu não quero, juro que não... Luto com todas as minhas forças, mas só tu pertences ao meu coração. Será porque quero ou será porque mais ninguém conseguirá ocupar o lugar que reservei para ti há tantos anos atrás, era uma uma miúda!! Penso como é possível amar alguém que me despreza, que não quer saber se estou bem ou mal, que usou e abusou e depois deitou fora como se de lixo se tratasse... Como é possível continuar a amar, se já nem no amor acredito? Olho em volta e a troca de olhares, a troca de carícias, beijos carregados de saliva ou abraços quentes dão-me naúseas... Vejo as pessoas perderem tempo com coisas que dia menos dia vão magoar os seus corações e não consigo entender como não conseguem abrir os olhos enquanto é tempo. Aquele sofrimento pela pessoa com quem passaram apenas uma noite... dizerem que amam quando não passou apenas de sexo... não me entra na cabeça... e não, não sou púdica, simplesmente não acredito em nada do que vejo à minha volta, que possa estar relacionado com aquela maldita palavra, que tantos usam sem razão, sem voltade, sem sentimento... o amor...

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Coisas sem explicação!!

Estava a ouvir umas músicas no youtube, através da lista de reprodução, e do nada começa a tocar uma música que já não ouvia há alguns anos, mas que teve demasiado significado para mim e para alguém... Aqui fica o vídeo!! (Muito antigo :/ )

segunda-feira, 10 de maio de 2010

domingo, 9 de maio de 2010

segunda-feira, 26 de abril de 2010

quinta-feira, 8 de abril de 2010

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Luar


Olhando o luar apercebi-me que deixei passar um dia que em tempos foi importante para mim, demasiado importante. Pensei nele dias antes, mas no dia, propriamente dito, nem por uma vez me passou pela cabeça o seu significado. Sendo assim, chego a uma única e simples conclusão.
Estou a evoluir no meu processo de esquecimento, progredi, o que significa que passado um ano e alguns meses, pela primeira vez não pensei em ti, não pensei, não recordei, não sofri...
Agora, só quero que o tempo passe depressa e que cada dia seja uma vitória, e que te tornes apenas numa memória do passado que foi esquecida com o tempo.

National Geographic Photos

National Geographic POD